Back to All Events

EXCEL no Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 4-7 Junho 2019


VII CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ANTROPOLOGIA
7th CONGRESS OF THE PORTUGUESE ANTHROPOLOGICAL ASSOCIATION
Lisboa, 4-7 de Junho de 2019
Lisbon, 4-7 June, 2019
NOVA Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
NOVA School of Social Sciences and Humanities, Universidade Nova de Lisboa
Website: http://apa2019.apantropologia.org/
Facebook: https://www.facebook.com/events/1524483934333184/
Newsletter: https://goo.gl/RzT1Ts


P032


Body making, body hacking: enhancement technologies and (post?)human presents


Body making, body hacking: tecnologias de aprimoramento e presentes pós(?)humanos

07/06/2019
9:00-10:30
T9 TB
Coordenador / Coordinator:
Francesca DE LUCA
Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-Ulisboa)
francesca.luca@ics.ul.pt
Co-coordenador / Co-coordinator:
Maria Concetta LO BOSCO
Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-Ulisboa)
maria.lobosco@ics.ul.pt
Língua principal / Main language: Inglês / English (EN)
Língua complementar / Complementary language: Português / Portuguese (PT)
Língua de trabalho preferencial (não exclusiva) / Prefered working language (not exclusive): Inglês / English
(EN)

Title
Body making, body hacking: enhancement technologies and (post?)human presents

Short abstract
Enhanced bodies, post-human bodies, better performances: this panel addresses the cosmetic consumption of enhancement biotechnologies and body-hacking as practices of self-making in shifting economic and socio-historical contexts.

Long abstract
The technological capacity to transform biology, relying on advances in genetic engineering, pharmacology, cybernetics and nanotechnology, has spurred a variety of devices to manipulate human bodies that are commonly defined as “enhancement technologies”. Under this definition are included biotechnologies as different as aesthetic plastic surgery, skin bleaching treatments, smart and life-style drugs, hormonal therapies and biohacking implants. In this panel we suggest to refer to the cosmetic consumption of biotechnologies of enhancement, meaning the use of biotechnologies by “healthy” individuals with the aim to ameliorate their aspects or performances rather than to treat a pathology. Our aim is to open a reflection on enhancement practices within shifting economic and socio-historical contexts, asking: what aspirations underlie biological self-making through enhancement technologies? What are the logics, limits and foresights of body manipulations? Can these practices endorse or challenge analytical concepts of humanity and post-humanity in social sciences? We encourage papers that address, enhancement biotechnologies as practices of self-making, gendered self-construction projects through body modification, transnational geographies of biotechnologies of enhancement and their markets, body-hacking practices and bio-hacking advocacy for universal access to biotechnologies.

Detalhes do painel na língua complementar

Título
Body making, body hacking: tecnologias de aprimoramento e presentes pós(?)humanos

Resumo curto
Corpos aprimorados, pós-humanos, performances otimizadas: este painel aborda o consumo cosmético das biotecnologias de aprimoramento e o body-hacking como práticas de construção do self em contextos econômicos, sociais e históricos em mudança.

Resumo longo
Os avanços científicos na engenharia genética, na farmacologia, na cibernética e nanotecnologia têm produzido uma variedade de dispositivos para a modificação da biologia e a manipulação dos corpos humanos, comumente definidos como “tecnologias de aprimoramento”. Esta definição abrange biotecnologias diferentes quais a cirurgia plástica estética, os tratamentos de branqueamento da pele, as smart e life-style drugs, as terapias hormonais e as práticas de bio-hacking. Este painel aborda o consumo cosmético das biotecnologias de aprimoramento, ou seja, o uso das biotecnologias por indivíduos “saudáveis” com o objetivo de melhorar seus aspectos ou performances. O objetivo é refletir sobre as práticas de auto-otimização em contextos econômicos, sociais e históricos em mudança: que aspirações fundamentam as práticas de self-making? Quais são as lógicas, limites e visões destas manipulações? Como sustentam ou desafiam os conceitos analíticos de humano e pós-humano nas ciências sociais? Convidamos apresentações que abordam, entre outras questões, as biotecnologias de aprimoramento como práticas de self-making, modificações corporais como projetos de construção do self baseados em gênero, geografias transnacionais das biotecnologias de aprimoramento e seus mercados, práticas de bio-hacking e sua advocacia para um acesso universal às biotecnologias.

1st author
Title
Intimate surgeries, "hyper- feminilization" and the materialization of difference
Author
Marcelle Schimitt
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil
marcelle.s chimitt@gmail.com

Short abstract
In recent years there has been a large increase in the number of intimate cosmetic surgeries. Analyzing the discourses of physicians and patients about these procedures, this paper seeks to better understand the target audience, the standards applied, and the multiplicity of effects produced by intimate surgeries performed in Brazil.

Long abstract
In recent years, there has been a large increase in the number of intimate cosmetic surgeries, especially in Brazil. This phenomenon poses many questions regarding gender, race, sexuality, body enhancements and new technologies. Thus, it is sought to better understand the target audience, the triggered patterns and the multiplicity of effects produced by intimate surgeries performed in Brazil. When analyzing discourses of doctors and patients about these procedures, it was observed that great centrality is given to dichotomies such as female / male, nature / culture, normal / pathological, emphasizing the absence of volume in the genital area and the clear color as ideals persecuted. In this context, a "hyperfeminilization" of the body is required, so that the proper form of female genitalia is anchored in the difference in relation to the male genitalia. What escapes this very specific and generalized anatomical pattern automatically gives physicians and patients a "reparative" character for intimate surgeries, away from the aesthetic or vanity. Moreover, the fact that these procedures are offered by the public health system leads us to reflect on the peculiarities of Brazil in relation to plastic surgeries and to stress our conceptions of health, body enhancement and on how surgical technologies are imbricated to the conformation and reiteration of specific corporal models.

Titulo
Cirurgias íntimas, “hiperfeminilização” e materialização da diferença

Resumo curto
Nos últimos anos, houve um grande aumento no número de cirurgias estéticas íntimas, especialmente no Brasil. Ao serem analisados discursos de médicos e pacientes acerca desses procedimentos, busca-se melhor compreender o público alvo, os padrões acionados e a multiplicidade de efeitos produzida pelas cirurgias íntimas realizadas no Brasil.

Resumo
Nos últimos anos, houve um grande aumento no número de cirurgias estéticas íntimas, especialmente no Brasil. Este fenômeno nos coloca inúmeras questões relativas a gênero, raça, sexualidade, aprimoramentos corporais e novas tecnologias. Assim, busca-se melhor compreender o público alvo, os padrões acionados e a multiplicidade de efeitos produzida pelas cirurgias íntimas realizadas no Brasil. Ao serem analisados discursos de médicos e pacientes acerca desses procedimentos, observou- se que é conferida grande centralidade a dicotomias como feminino/masculino, natureza/cultura, normal/patológico, enfatizando a ausência de volume na área genital e a coloração clara como ideais a serem perseguidos. Neste contexto, uma “hiperfeminilização” do corpo é requerida, de modo que a forma adequada de genitália feminina se ancora na diferença em relação à genitália masculina. O que foge a esse padrão anatômico, muito específico e generificado, automaticamente confere, para médicos e pacientes, um caráter “reparador” para as cirurgias íntimas, afastando-as do âmbito estético ou da vaidade. Ainda, o fato destes procedimentos serem oferecidos pelo sistema público de saúde nos leva a refletir sobre as peculiaridades do Brasil em relação às cirurgias plásticas e tensionar nossas concepções de saúde, aprimoramento corporal e sobre como tecnologias cirúrgicas estão imbricadas à conformação e reiteração de modelos corporais específicos.

2nd author
Title
Production and Circulation of Enhancement Knowledge: A Proposed Approach for the Study of Research Chemicals
Author
Kira Schmidt Stiedenroth
Department of Anthropology, South Asia Institute, Heidelberg University
kira.schmi dt.s@uni- heidelberg. de

Short abstract
The use of smart drugs for cognitive enhancement has not only received increased media coverage in the last years, but also social scientists have started paying attention to them.
This paper proposes to expand these engagements by attending to the potential of these practices to challenge the research establishment dominated by pharmaceutical companies.

Long abstract
The use of smart drugs for cognitive enhancement has not only received increased media coverage in the last years, but also social scientists have started paying attention to them. This paper proposes to expand these engagements by attending to the potential of these practices to challenge the research establishment dominated by pharmaceutical companies. These approaches have dealt largely with the off-label use of medications such as ritalin, adderall, modafinil, and beta- blockers, focusing on the motivations, effects, ethics, and safety of enhancement drugs (e.g. Hall 2003, Bostrom and Roache 2011, Cooper and McGee 2017, Vrecko 2013). Less has been said about the use of research chemicals (also called designer drugs or new psychoactive substances), which are mostly accessible online through black and grey markets. Unlike drugs produced by pharmaceutical companies, not much is known yet about the effects, safe dosage, and long-term action of research chemicals (Langlitz 2009). Because many of these drugs have not been scientifically tested on humans yet, clinical knowledge is being largely produced by the users themselves, who exchange information in online forums and platforms. Few anthropological studies have dealt with the production and circulation of pharmaceutical knowledge of research chemicals, they have focused on pharmacovigilance for harm reduction and the management of uncertainty (Berning and Hardon 2016, Langlitz 2009), and research methodologies to examine online drug forums (Krieg, Berning and Hardon 2017). This paper proposes to expand these engagements by attending to the potential of these practices to challenge the research establishment dominated by pharmaceutical companies, addressing the following questions: how does the legal status of research chemicals used for enhancement purposes affect the production and circulation of enhancement pharmaceutical knowledge? Could experimental pharmaceutical knowledge on enhancement research chemicals produced by users and circulated online effect a shift in the authority of pharmaceutical knowledge?

Titulo
Produção e Circulação do Conhecimento sobre Aprimoramento: uma proposta de abordagem para o estudo da pesquisa em substâncias químicas


Resumo curto
Nos últimos anos, o uso de “drogas inteligentes” para o aprimoramento cognitivo foi objeto duma maior cobertura mediática, e chamou também a atenção dos cientistas sociais. Este artigo propõe expandir estes envolvimentos para observar o potencial dessas práticas em desafiar o establishment de pesquisa dominado pelas empresas farmacêuticas.


Resumo longo
Nos últimos anos, o uso de “drogas inteligentes” para o aprimoramento cognitivo foi objeto duma maior cobertura mediática, e chamou também a atenção dos cientistas sociais. Este artigo propõe expandir estes envolvimentos para observar o potencial dessas práticas em desafiar o establishment de pesquisa dominado pelas empresas farmacêuticas. Essas abordagens têm lidado amplamente
com o uso não autorizado de medicamentos como ritalina, adderall, modafinil e betabloqueadores, concentrando-se nas motivações, efeitos, ética e segurança dos medicamentos de aprimoramento (Hall 2003, Bostrom e Roache 2011, Cooper e McGee 2017, Vrecko 2013). Pouca atenção foi dedicada ao uso de substâncias químicas usadas na pesquisa (também chamadas de drogas sintéticas ou novas substâncias psicoativas), que são na sua maioria acessíveis on-line através do mercado negro e da económica paralela. Ao contrário das drogas produzidas pelas empresas farmacêuticas, ainda não se sabe muito sobre os efeitos, a dosagem segura e a ação no longo prazo das substâncias químicos de pesquisa (Langlitz 2009). Como muitas dessas drogas ainda não foram testadas cientificamente em seres humanos, o conhecimento clínico está sendo amplamente produzido pelos próprios usuários, que trocam informações em fóruns e plataformas online. Os poucos estudos antropológicos produzidos até agora estudaram especialmente a produção e a circulação de conhecimento farmacêutico destas substancias, focaram o fenómeno da fármaco- vigilância para a redução de danos e a gestão da incerteza (Berning e Hardon 2016, Langlitz 2009), assim como nas metodologias de pesquisa para examinar fóruns on- line sobre drogas (Krieg, Berning e Hardon 2017). Este artigo propõe expandir esses envolvimentos para observar o potencial dessas práticas em desafiar o establishment de pesquisa dominado pelas empresas farmacêuticas, abordando as seguintes questões: como o estatuto legal das substâncias químicas de pesquisa usadas para o aprimoramento afeta a produção e a circulação do conhecimento sobre aprimoramento farmacológico? O conhecimento farmacêutico experimental sobre as substâncias químicas de aprimoramento produzido pelos usuários e circulado
on-line poderia provocar uma mudança na autoridade do conhecimento farmacêutico?

3rd author
Title
Production of subjectivities and bodily transformations with the use of hormonal implants
Author
Fabíola Rohden
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Brasil
fabiola.ro hden@g mail.com

Short Abstract
This article discusses the production of subjectivities and bodily transformations related to the use of hormonal implants. The case illustrates the emergence of a new type of “patient- specialist-consumer. Moreover, it serves to problematize the establishment of pre- defined boundaries between the supposed material and discursive factors.


Long abstract
This article discusses the production of subjectivities and bodily transformations related to the use of biomedical resources. Its guiding thread is an interview with a woman who is a hormonal implant user. This interview was carried out within the scope of a project that included interviews with physicians and patients/ consumers of hormonal treatments, as well as observations at events and analyses of documents. The case illustrates the emergence of a new type of “patient- specialist- consumer”, as has been described in the literature on the biomedicalization of society. Moreover, it serves to problematize the establishment of pre-defined boundaries between the supposed material and discursive factors. Considering the narrative of the interviewee, the subjectivity produced is dependent on the performance of the hormonal implant, at the same time that the implant requires a series of investments to produce the expected effects. This underscores the need for an analytical approach that highlights the different processes of materialization involved.

Titulo
Produção de subjetividades e transformações corporais com o uso de implantes hormonais

Resumo curto
Este artigo discute a produção de subjetividades e transformações corporais que ocorrem a partir do uso de implantes hormonais. O caso ilustra a emergência de um novo tipo de “paciente-especialista- consumidor/a”. Contudo, argumento que, para além desta caracterização, serve para problematizar o estabelecimento de fronteiras predefinidas entre os supostos fatores materiais e discursivos.

Resumo longo
Este artigo discute a produção de subjetividades e transformações corporais que ocorrem a partir do uso de recursos biomédicos. O fio condutor é a entrevista de uma usuária de implante hormonal. Foi concedida no escopo de um projeto que compreendeu a realização de entrevistas com médicos/as e pacientes/consumidoras de tratamentos hormonais, observações em eventos e análise de documentos. O caso ilustra a emergência de um novo tipo de “paciente-especialista- consumidor/a”, como tem sido descrito/a na bibliografia sobre os processos de biomedicalização da sociedade. Contudo, argumento que, para além desta caracterização, serve para problematizar o estabelecimento de fronteiras predefinidas entre os supostos fatores materiais e discursivos. Considerando a narrativa da entrevistada, percebe-se que a subjetividade produzida é dependente da atuação do implante hormonal, ao mesmo tempo em que o implante exige uma série de investimentos para produzir os efeitos esperados. Isto remete à necessidade de uma abordagem analítica que privilegie os diferentes processos de materialização implicados.

4th author
Title
Impact of cinematographic science fiction on beliefs and attitudes about human enhancement
Author
Miguel Barbosa
Instituto de Ciências Sociais, Universisade de Lisboa
miguel.mgb@gmail.com

Short abstract
The use of biomedical technologies human enhancement is an increasingly scenario in the medicine of the future and a growing trend in cosmetic surgery. This paper analyzes the influence of cinematographic science fiction on human enhancement consumption from an ongoing study involving university students.

Long abstract
The use of biomedical technologies for performance or human body enhancement is an increasingly scenario in the medicine of the future and a growing trend in cosmetic surgery. However, because these biotechnologies have the human being as the object of intervention, they depend on a medical act to be performed and may have a profound impact on the organization of society, the limits of biomedical intervention are questioned, especially the legitimacy to intervene in the human nature with a non- therapeutic or restorative purpose and the possibility of contributing to the increase of existing social inequalities. Although the debate on human enhancement through biotechnology has focused essentially on the experts, the ethical and social issues that arise for the future of humanity convoke the public opinion. However, little is known about citizens' attitudes and how they form beliefs and opinions about biotechnologies of human enhancement. Media, such as cinema, have played an important role in informing citizens about areas of human experience where they do not have direct knowledge or experience. This talk will analyze the influence of cinematographic science fiction in the formation of beliefs and attitudes about human enhancement from the results of an ongoing study involving university students in the fields of medicine, law, psychology and social sciences.

Titulo
Impacto da ficção científica cinematográfica nas crenças e atitudes sobre o aprimoramento humano

Resumo curto
O recurso a tecnologias biomédicas para o aprimoramento humano é um cenário cada vez mais projectado na medicina do futuro e uma tendência crescente na área da cirurgia estética. Nesta comunicação será analisado a influência da ficção científica cinematográfica no consumo de biotecnologias de aprimoramento entre estudantes universitários.

Resumo longo
O recurso a tecnologias biomédicas para o aprimoramento do desempenho ou corpo humano é um cenário cada vez mais projectado na medicina do futuro e uma tendência crescente na área da cirurgia estética. Contudo, ao terem o ser humano como objecto de intervenção, dependerem de um acto médico para a sua realização e poderem vir a ter um impacto profundo na organização da sociedade, questionam-se os limites da intervenção biomédica, nomeadamente a legitimidade para se instrumentalizar a natureza humana com um intuito não terapêutico ou restaurativo e a possibilidade de contribuírem para o acentuar das desigualdades sociais já existentes. Embora o debate sobre o aprimoramento humano através das biotecnologias tenha-se focado essencialmente nos especialistas, as questões éticas e sociais que se levantam sobre o futuro da humanidade convocam a opinião dos cidadãos. Porém, pouco se sabe sobre as atitudes dos cidadãos e o modo como formam crenças e opiniões sobre as biotecnologias de aprimoramento humano. Meios de comunicação, tais como o cinema, têm desempenhado um papel importante no informar os cidadãos sobre áreas da experiência humana em que não possuem conhecimento ou experiência directa. Nesta comunicação será analisado a influência da ficção científica cinematográfica na formação de crenças e atitudes sobre o aprimoramento humano a partir dos resultados de um estudo em curso que envolve estudantes universitários na área da medicina, direito, psicologia e ciências sociais.


P082


A Indústria da Perfeição. Circuitos Transnacionais nos Mercados e Consumos do Aprimoramento Cosmético e Hormonal


The Industry of Perfection. Transnational Circuits in the Marketing and Consumption of Cosmetic and Hormonal Enhancement


07/06/2019
11:30-13:00
14:30-16:30
T9 TB
05 TA
Coordenador / Coordinator:
Chiara PUSSETTI
Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-Ulisboa)
chiara.pussetti@ics.ulisboa.pt
Co-coordenador / Co-coordinator:
Fabíola ROHDEN
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
fabiola.rohden@gmail.com
Língua principal: Português / Portuguese (PT)
Complementary language: Inglês / English (EN)
Língua de trabalho preferencial (não exclusiva) / Prefered working language (not exclusive): Português /
Portuguese (PT)

Título do painel
A Indústria da Perfeição. Circuitos Transnacionais nos Mercados e Consumos do Aprimoramento Cosmético e Hormonal.


Resumo curto
Este painel pretende identificar 1. aspirações e práticas de aprimoramento cosmético e hormonal, estreitamente ligadas a variáveis de género, classe, idade e etnicidade; assim como 2. as principais trajetórias transnacionais de produtos e técnicas destinadas a melhorar as características individuais segundo modelos globais e locais de beleza, performance social e sexual.

Resumo longo
O mercado das biotecnologias de aprimoramento estético e hormonal dos seres humanos é um dos mais ativos e rentáveis ao mundo e conta com intensas ligações transcontinentais, tanto na difusão e consolidação de modelos ideais de perfeição, como na comercialização e circulação de produtos, técnicas e práticas farmacêuticas e médico-cirúrgicas. No contexto das últimas décadas, ganharam relevo formas de subjetivação centradas no investimento pessoal via transformações corporais, nas quais o consumo de artefatos biomédicos destinados a melhorar a aparência e o desempenho torna-se central. Este painel ambiciona; 1) discutir as diferentes dimensões associadas ao emprego de recursos tecno-científicos, especialmente advindos do campo biomédico, destinadas a melhorar as características individuais segundo modelos globais e locais de ‘boa aparência’, ‘beleza’, performance
social e sexual, modernidade e sucesso; 2) investigar as principais rotas do turismo médico cosmético, as trajetórias e os mercados transnacionais de produtos e intervenções; assim como 3) caraterizar os consumidores e as suas aspirações de aprimoramento, em negociação constante com variáveis de género, classe, idade, etnicidade. Convidamos pesquisadores a submeter trabalhos etnográficos que discutam o fenómeno do turismo médico cosmético, as narrativas e as práticas de auto-optimização, as economias morais e as principais rotas transnacionais da indústria da perfeição.

Panel details in complementary language
Title
The Industry of Perfection. Transnational Circuits in the Marketing and Consumption of Cosmetic and Hormonal Enhancement

Short abstract
This panel aims to identify 1. aspirations and practices of cosmetic and hormonal enhancement, closely entangled with negotiations over gender, class, age and ethnicity; as well as 2. the main transnational trajectories of products and techniques aimed at improving individual characteristics according to global and local models of beauty, social and sexual performance.


Long abstract
The market of aesthetic and hormonal enhancement biotechnologies is one of the most active and profitable of the world, counting with intense transcontinental networks, both in the diffusion and consolidation of ideal representations of perfection and in the commerce and circulation of pharmaceutical, medical and surgical products, techniques and practices. Within the last decades, the use of biomedical artifacts destined to improve the appearance and performance became of paramount importance, bringing to the fore new forms of subjectification based on the personal investment made by means of an ever growing range of body transformations. This panel aims to 1) discuss the different dimensions associated with the employment of technoscientific resources – specially those coming from the biomedical field – destined to improve individual features according global and local representations of ‘good appearance’, ‘beauty’, social and sexual performance, modernity and success; 2) inquiry the main routes of cosmetic medical tourism and the transnational trajectories of products and procedures; 3) portray the consumers and their aspirations for enhancement, in constant negotiation with gender, class, age and ethnicity variables. We invite researchers to submit ethnographic work engaging with cosmetic medical tourism, the narratives and practices of self-improvement, the moral economies and the main transnational routes of the industry of perfection.

1o autor
Título
Pele negra, máscaras brancas? Intervenções estéticas e cirurgia cosmética ‘étnica’ na construção do corpo ‘Europeu’
Autor
Chiara Pussetti (Universidade de Lisboa, Instituto de Ciências Sociais)
chiara.pussetti@ics.ulisboa.pt

Resumo curto
Interpretando a cirurgia plástica e a dermatologia cosmética ‘étnica’ como formas de investimento destinado à produção de corpos socialmente valorizados, esta apresentação explora a relação entre novos paradigmas de manipulação do corpo e as aspirações de integração, mobilidade social e profissional entre a população imigrante da Grande Lisboa.

Resumo longo
Dialogando com as noções de 'biopolítica' e 'capital corporal', esta apresentação analisa a relação entre a indústria cosmética 'étnica' e os modelos de corpo, beleza e estilos de vida hegemônicos (e euro-centrados), enraizados nas hierarquias raciais produzidas por séculos de expansão colonial Europeia. As condições históricas e socioculturais do mercado cosmético ‘étnico’, as dimensões biopolíticas da beleza associadas à valorização de uma ‘aparência Europeia ideal’, os dilemas bioéticos associados às intervenções estéticas étnicas e aos seus efeitos sobre as micropolíticas dos corpos constituem o centro desta apresentação. Dialogando com a literatura que se desenvolveu em torno do tema da ‘raça’, na ciência e na medicina, e refletindo sobre a ainda presente biologização de ‘raça’ e ‘etnia’ na prática clínica e na indústria cosmética, o objetivo final desta intervenção é mostrar que os ideais de beleza e as práticas da medicina estética são profundamente racializados e racializantes.

Title
Black skin, white masks? Aesthetic interventions and 'ethnic' cosmetic surgery in the construction of the 'European' body


Short abstract
Addressing ‘ethnic’ plastic surgery and cosmetic dermatology as a type of investment aimed at producing socially valued bodies, this presentation explores the relation between new paradigms of body manipulation and the aspirations of integration, social and professional mobility among immigrant populations in the Great Lisbon area.


Long abstract
Dialoguing with notions of ‘biopolitics’ and ‘body capital’, this presentation analyses the relation between ‘ethnic’ cosmetic industry and hegemonic (and euro-centred) models of body, beauty and lifestyles, rooted in the racial hierarchies produced by centuries of European colonial expansion. The historical and sociocultural conditions of the ‘ethnic’ cosmetic market, the biopolitical dimensions of beauty associated to the valorisation of an ‘ideal European appearance’, the bioethical dilemmas associated to ethnic aesthetic interventions and their effects on the micropolitics of bodies are at the very core of this presentation. Dialoguing with the body of literature that has developed around the theme of ‘race’ in science and medicine, and inquiring on the contemporary biologization of ‘race’ and ‘ethnicity’ in clinical practice and in cosmetic industry, the final purpose of this intervention is to display
that beauty ideals and aesthetic medicine practices are deeply racialized and racializing.

2o autor
Título
ESSURE®: desvendando sentidos e usos sociais de um dispositivo técnico-cientifico biomédico que promete esterilizar mulheres
Autoras
Elaine Reis Brandão (brandao@iesc.ufrj.br)
Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IESC/UFRJ)
Ana Cristina de Lima Pimentel (anapimentel@ufsj.edu.br)
Universidade Federal de São João del-Rei, Minas Gerais (UFSJ)

Resumo Curto
Recentemente vieram a público denúncias graves de diversos efeitos colaterais sofridos por mulheres em vários países (EUA, Europa, Brasil), colocando em relevo muitas controvérsias que encobrem a ampla difusão pela Bayer, na última década, de um dispositivo permanente para controle reprodutivo, designado Essure®.


Resumo Longo
Recentemente vieram a publico denúncias graves de diversos efeitos colaterais sofridos por mulheres em vários países (EUA, Europa, Brasil), colocando em relevo muitas controvérsias que encobrem a ampla difusão pela Bayer, na última década, de um dispositivo permanente para controle reprodutivo, designado Essure®. O trabalho busca compreender a circulação internacional e introdução deste artefato biomédico no Brasil, para identificar as marcas de gênero, classe, étnicas e geracionais a ele associadas. Tradicionalmente, o tema do controle populacional e da reprodução tem sido articulado a constrangimentos legais e sociopolíticos na direção de ferir a autonomia sexual e reprodutiva das mulheres, em especial, as jovens, negras e pobres. Apresentado como um dispositivo seguro, inócuo e de fácil manejo clínico, a promessa de um objeto permanente que impediria a gravidez sem necessidade de recorrer ao método cirúrgico, foi vendida pelo laboratório farmacêutico Bayer ao staff médico como solução simples, prática e moderna de controle reprodutivo. A introdução do dispositivo em hospitais públicos de capitais do Brasil, como Rio de Janeiro e São Paulo, associados ao Sistema Único de Saúde, despertou nossa inquietação no sentido de investigar tais procedimentos buscando compreender as condições sociais de sua implantação em mulheres usuárias destes serviços de saúde.

Title
ESSURE®: unveiling senses and social uses of a biomedical technical-scientific device that promises to sterilize women

Short abstract
Many controversies and serious complaints have recently surfaced of various side effects suffered by women who have used a permanent reproductive control device manufactured by Bayer, called Essure®, in several countries in the last decade. The paper seeks to understand the international circulation and introduction of this biomedical artifact in Brazil.

Long abstract
Recently there have been serious reports of various side effects suffered by women in several countries (USA, Europe, Brazil), highlighting many controversies that have covered Bayer's widespread use of a permanent device for reproductive control in the last decade: Essure®. This work aims to understand the international circulation and introduction of this biomedical artifact in Brazil, to identify the gender, class, ethnic and generational brands associated with it. Traditionally, the theme of population control and reproduction has been articulated to legal and sociopolitical constraints in the direction of hurting the sexual and reproductive autonomy of women, especially the young, the black and the poor ones. Presented as a safe, innocuous and easily managed clinical device, the promise of a permanent object that would prevent pregnancy without the need for surgical method was sold by Bayer Pharmaceutical Laboratory to the medical staff as a simple, practical and modern solution of reproductive control. The introduction of the device in Brazilian public hospitals, such as Rio de Janeiro and São Paulo, associated with the Unified Health System, has aroused our concern to investigate such procedures seeking to understand the social conditions of its implantation in Brazilian women.

3o autor
Título
Uso de medicamentos nootrópicos para aprimoramento cognitivo: Estudo socioantropológico do blog “Cérebro turbinado”
Autores
Bruno Pereira de Castro (brunodecastro@ufrj.br)
Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IESC/UFRJ)
Elaine Reis Brandão (brandao@iesc.ufrj.br)
Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IESC/UFRJ)

Resumo Curto
O presente estudo aborda os chamados fármacos nootrópicos e “smart drugs” que, na esteira dos processos de farmacologização da sociedade, têm sido divulgados pela internet para utilização por indivíduos saudáveis com a finalidade de incrementar dimensões cognitivas como estado de alerta, memória e concentração.


Resumo Longo
O consumo de substâncias com o propósito de aprimorar a performance de processos mentais/neurocognitivos (memória, concentração, estado de alerta) tem objetivos específicos que, em grande medida, residem na expectativa de se obter melhor desempenho em tarefas acadêmicas e profissionais. As chamadas “smart drugs” ou fármacos nootrópicos têm se expandido entre jovens mediante disseminação pela internet. O objetivo do trabalho foi analisar a difusão do uso de medicamentos para aprimoramento cognitivo em blog brasileiro especialmente voltado para esse fim, designado “Cérebro Turbinado”. O blog analisado funciona como um meio para a propagação de saberes biomédicos entre público leigo, reunindo conhecimentos sobre psicofarmacologia e neurociências. Editor e leitores se voltam para produção de um saber coletivo a partir de suas experiências pessoais com o uso destes fármacos. Na esteira dos processos de (bio)medicalização e farmacologização da sociedade, o compartilhamento de práticas e conhecimentos sobre tais substâncias aponta para a produção de novas formas de subjetividade baseadas na compreensão neuromolecular do cérebro. As racionalidades que direcionam a gestão desses usos desafiam as instâncias de controle normativo do cuidado em saúde, além de revelarem o poder de agenciamento conferido às próprias substâncias e os sentidos que lhes são atribuídos nos processos de socialização.

Title
Use of nootropic drugs for cognitive enhancement: socio-anthropological study of the blog "Cérebro Turbinado"


Short abstract
The present study addresses the so-called nootropic drugs and "smart drugs" that, in the wake of society's pharmaceuticalisation processes, have been disseminated through the internet for use by healthy individuals with the purpose of increasing cognitive dimensions such as alertness, memory and concentration.


Long abstract
The use of substances to improve mental / neurocognitive processes performance (memory, concentration, alertness) has specific objectives that, to a great extent, lie in the expectation of better performance in academic and professional tasks. The so-called "smart drugs" or nootropic drugs have expanded among young people through internet dissemination. The objective of this study was to analyze the diffusion of cognitive enhancement drugs in a Brazilian blog specially aimed for this purpose, called "Cérebro Turbinado". The analyzed blog acts as a medium for the propagation of biomedical knowledge among the lay public, gathering knowledge about psychopharmacology and neurosciences. Editor and readers turn to producing a collective knowledge from their personal experiences with the use of these drugs. In the wake of society’s (bio) medicalization and pharmaceuticalisation processes, the sharing of practices and knowledge about these substances points to the production of new subjectivity forms based on neuromolecular understanding of the brain. The rationalities that guide the management of these uses challenge the instances of normative control of health care, besides revealing the power of agency given to the substances themselves and the meanings attributed to them in socialization processes.


ALMOÇO

4o autor
Título
Envelhecimento Ativo e a indústria da perfeição
Autor
Manuel André Simões Homem Cristo António
Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
maantonio2@gmail.com

Resumo curto
Considerando a crescente dimensão internacional do mercado das biotecnologias de aprimoramento estético e hormonal, bem como dos artefactos biomédicos destinados à melhoria da aparência e do desempenho, questiona-se até que ponto o ideal do Envelhecimento Ativo poderá estar, atualmente, ao serviço de uma indústria da perfeição.


Resumo Longo
Nas últimas duas décadas, o Envelhecimento Ativo adquiriu expressão destacada nos fóruns de discussão científica e política, enquanto paradigma de políticas publicas para fazer face aos desafios colocados pelo envelhecimento demográfico. Definido, primeiramente pela OMS, de forma a enfatizar a responsabilidade da sociedade no seu conjunto relativamente à qualidade de vida ao longo do processo de envelhecimento, o paradigma do Envelhecimento Ativo tem vindo a evidenciar um progressivo estreitamento do seu campo de atuação e de responsabilização social. Concentra-se atualmente, sobretudo, no adiamento da idade da reforma e na redução dos custos com a saúde nos últimos anos de vida, a partir de uma lógica de responsabilização individual, podendo servir de base para a acusação de negligência individual em termos da adoção de um estilo de vida saudável. Considerando a crescente dimensão internacional do mercado das biotecnologias de aprimoramento estético e hormonal, bem como dos artefactos biomédicos destinados à melhoria da aparência e do desempenho, procuraremos discutir as motivações e as práticas da população idosa que adere a este tipo de consumo, questionando até que ponto o ideal do Envelhecimento Ativo poderá estar atualmente ao serviço de uma indústria da perfeição, na exigência de uma eterna juventude.

Title
Active Ageing and the industry of perfection

Short Abstract
Considering the increasing international dimension of the market of aesthetic and hormonal enhancement biotechnologies, as well as biomedical products intended for improved appearance and performance, we question to what extent the ideal of Active Aging is now at the service of an industry of perfection.

Long Abstract
In the last two decades, Active Ageing acquired significant importance in scientific and politic forums, as a new paradigm of public policies to meet the challenges posed by an ageing population. Defined, primarily by WHO, in a way that emphasized the responsibility of the whole society regarding quality of life as people age, the Active Ageing paradigm evidences, nowadays, a progressive narrowing of scope of action and accountability. In recent years, it focuses mainly on the postponement of retirement and the reduction of health costs, assuming a logic of individual accountability, serving as a basis for the accusation of individual negligence in terms of the adoption of healthy lifestyle. Considering the increasing international dimension of the market of aesthetic and hormonal enhancement biotechnologies, as well as biomedical products intended for improved appearance and performance, we’ll discuss the aspirations and practices of the elderly population that adheres to this type of consumption, questioning to what extent the ideal of Active Aging can be at the service of an industry of perfection, in a constant demand for the eternal youth.

5o autor
Título
Hormônios e o “aprimoramento natural” do corpo: a personalização do processo de envelhecimento na Medicina Anti-aging.
Autor
Fernanda dos Reis Rougemont
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia – PPGSA/UFRJ
fernandarougemont@gmail.com

Resumo curto
Este trabalho aborda o papel das terapias hormonais na narrativa da saúde para a longevidade da Medicina Anti-aging no Brasil. O objetivo é identificar o significado dos hormônios na constituição de um processo de aprimoramento do corpo para manter suas funções naturais e possibilitar a personalização do envelhecimento.


Resumo longo
Este trabalho discute o papel das terapias hormonais na construção de uma narrativa da saúde para a longevidade da Medicina Anti-aging. O objetivo é identificar o significado dos hormônios na constituição de um processo de aprimoramento do corpo para manter suas funções naturais e possibilitar a personalização do envelhecimento. A análise é parte da pesquisa realizada no Brasil com médicos praticantes, pacientes e médicos críticos, membros do Conselho Federal de Medicina, por meio de entrevistas semiestruturadas e observação em campo. Discute-se o estabelecimento de uma rede internacional de profissionais e instituições que viabiliza a expansão das práticas anti-aging em um contexto institucional desfavorável. Na proposição de uma abordagem holística do envelhecimento, a Medicina Anti-aging se concentra não em doenças típicas da velhice, mas no aprimoramento das condições de saúde ao longo da vida. Considerados “combustíveis” da vida, os hormônios se destacam como elementos de integração entre a particularidade dos pacientes e a generalidade do processo natural de envelhecimento, fortalecendo uma perspectiva de aprimoramento natural, com recursos do próprio corpo. A modulação com hormônios bioidênticos é contraposta à hegemonia da indústria farmacêutica em uma narrativa que altera as fronteiras entre terapia e aprimoramento, natural e artificial, tratamento e estilo de vida.

Title
Hormones and the “natural enhancement” of the body: the personalization of aging in Anti-aging Medicine.

Short Abstract
This paper addresses the role of hormonal therapies in Anti-aging Medicine’s narrative of health for longevity in Brazil. The objective is identifying the meaning that hormones have in the body enhancement process aimed to preserve natural functions and turn possible the personalization of aging.

Long Abstract
This paper discusses the role of hormonal therapies in Anti-aging Medicine’s narrative of health for longevity. The objective is identifying the meaning that hormones have in the body enhancement process aimed to preserve natural functions and turn possible the personalization of aging. The analysis presents the research conducted in Brazil with practitioners of Anti-aging Medicine, patients and objector members of the Brazilian Federal Council of Medicine, by means of semi-structured interviews and fieldwork observation. The discussion addresses the formation of an international network of professionals and institutions supporting anti-aging practices in a disadvantageous institutional context in Brazil. The Anti-aging Medicine proposes a holistic approach to aging and focuses on enhancing health conditions throughout the lifetime, instead of targeting aging-related diseases. The hormones are considered "fuels" for life processes and conceived as elements that can integrate the particularity of each patient and the generality of natural tendencies of the aging process. That perspective strengthens the conception of natural enhancement, for using the body’s own resources. The bioidentical hormone modulation is contraposed to the pharmaceutical industry in a narrative that alters the boundaries between therapy and enhancement, natural and artificial, treatment and lifestyle.

6o autor
Título
A experiência da menopausa: hormônios e subjetividade
Autor
Lorena Ferreira Cronemberger
Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Sociologia - Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
lorefecro@gmail.com

Resumo Curto
A presente proposta tem como objetivo compreender de que maneira as questões ligadas à menopausa, tais como medicalização, saúde da mulher, qualidade de vida, tabu e sexualidade, atuam como elementos incorporados e subjetivados na experiência de mulheres de camada média e popular na cidade do Recife/PE.

Resumo Longo
Dados recentes mostram um aumento da taxa de envelhecimento da população feminina brasileira, relacionado ao aumento da expectativa de vida. Este fato estaria estimulando uma crescente atenção a esta etapa do curso da vida, seja pela indústria farmacêutica, em busca de fórmulas e estratégias de retardo das marcas do envelhecimento ou de sintomas agregados, como pelo poder público, que vem cada vez mais se preocupando com o aumento da população em processo de envelhecimento. A partir de uma discussão entre saúde e gênero, perpassaremos questões em torno do corpo da mulher e de como é construído socialmente a menopausa – com foco, para esse painel, na perspectiva hormonal desse processo. Até que ponto a mercado de biotecnologia pode atuar enquanto produção de subjetividade em mulheres em processo de menopausa para compreensão de si e de seus corpos? A quantas anda a hormonização da menopausa, nesses contextos? Espera-se, com isso, contribuir para a construção dos saberes no campo da sociologia e antropologia da saúde e do corpo, ambos com enfoque em gênero.

Title
The experience of menopause: hormones and subjectivity

Short Abstract
This proposal has as an objective the comprehension of how matters connected to the menopause, such as medicalization, women’s health, quality of life, taboo and sexuality, act as elements incorporated and subjectivized in the experience of middle class and low middle class women in the city of Recife/PE.

Long Abstract
Recent data show a heightened rate of aging women’s population in Brazil, which relates to the heightening of life expectancy. This fact is stimulating a growing attention to menopause as a stage of life, be by the pharmaceutical companies in search of formulas and strategies to the delay the aging marks and its aggregated symptoms, or by the government, which is ever more concerned with the heightening of the aging population. This discussion parts from a view of health and gender, passing through a discussion of women’s body and how menopause is constructed socially – with a focus, for this panel, on the hormonal perspective of this process. To what point can the biotech market act in the production of women’s subjectivity for the process of menopause and the comprehension of their bodies? How is it that the hormonization of menopause happens in this context? The expectation is to contribute to the construction of knowledge in the fields of sociology and anthropology of health and of the body, with focus on gender.